“Vinte e quatro horas de sedução” – Tula Pilar

PDF

TULA PILAR FERREIRA

Quem conheceu Tula Pilar (1970 – 2019), conheceu primeiro o sorriso. Vivo e amplo. A poeta e multiartista partiu da nossa transitoriedade compartilhada (a vida) em abril de 2019, para se tornar presença naquilo que o tempo acolhe e oferta (a História). Nascida em Leopoldina, Minas Gerais, viveu em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, enraizando-se na capital paulista, não só porque nessa cidade ela se estabeleceu e construiu sua família, mas porque a cidade passou a ter nela uma grande referência nos domínios da cultura periférica e da sociabilidade negra. Publicou, além de textos em diversas coletâneas, o Palavras inacadêmicas (2004) e Sensualidade de fino trato (2017). Durante algum tempo encenou a performance Eu sou uma Carolina, baseado em seu poema dedicado à Carolina Maria de Jesus. Tula Pilar vive em cada coração de poeta periférico de Sampa, a ela prestamos nossa homenagem!


Como citar: PILAR, Tula. Vinte e quatro horas de sedução. Revista Firminas, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 253, jan/jul, 2021.

Publicado em: 11/03/2021

Editoria:

Fernanda Miranda
Luciana Diogo
Marília Correia

e_mail: revistafirminas@gmail.com

Arte | #1: Carolina Itzá

Diagramação |artigo: Érica Rodrigues

Capa | #1: Carolina Fernandes

Edição de vídeos | #1 Aline Fátima

Logomarca | Wal Paixão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.